Britânico pode ser processado por ter matado "rato monstro"

Britânico pode ser processado por ter matado "rato monstro"

O aposentado pode ser processado por crueldade contra animais

O aposentado britânico Brian Watson, de 67 anos, que mora em Waskerley, no Reino Unido, pode ser processado por crueldade contra os animais por ter matado um rato de 1,2 metro de comprimento (do focinho até a cauda), segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".

Watson matou o roedor a pauladas em sua fazenda. "Eu nunca tinha visto um rato tão grande na minha vida", afirmou o aposentado, que foi alertado sobre o "rato monstro" pelo namorado de sua neta.

Especialistas acreditam que o animal era um ratão-do-banhado, um grande roedor originário da América do Sul.

Fonte: G1