Cara de pau devolve livro à biblioteca após 35 anos

Se a multa fosse calculada, ele deveria R$ 2.400 de aluguel - mas pagou só R$ 60

Bibliotecárias são chatas com prazos. Não adianta nem tentar pegar um livro sobre suicídio, por exemplo, porque vão achar que você não vai devolver.

Mas, em alguns casos, elas têm razão. Por exemplo, Pat Harkin, do Estado norte-americano de Virginia, é tão cara de pau que demorou "só" 35 anos para devolver o livro.

Obviamente, o prazo de devolução já havia expirado. Há algum tempo.

O livro em questão é QB VII, de Leon Uris. Pat disse que queria devolver há algum tempo, mas só agora conseguiu.

Por sorte, ele conseguiu um acordo com a biblioteca: se a multa fosse contabilizada, daria algo em torno de R$ 2.400 (US$ 1.400), mas ficou por R$ 60 (US$ 35) mesmo.

Para compensar a demora, Pat disse ao jornal Daily Press que ele fez uma doação em dinheiro à biblioteca.

Ele disse que deu mais do que os R$ 60 que devia, mas menos que os R$ 2.400 que seria sua multa final. (Ah, vá! R$ 61 já é mais...)

Fonte: R7, www.r7.com