Carteiros não entregam cartas com medo de gata

O serviço de correios disse que o gatinho oferecia um “nível elevado de risco inaceitável”

Em vez de correr dos cachorros, os carteiros da cidade de Peterborough, Inglaterra, estão fugindo de uma gatinha. É que Bola de Neve prefere atacar os funcionários dos correios, do que caçar ratos. O dono Ian Wilkinson, 46 anos, garante que o bichinho é ?inofensivo e brincalhão?. Mas há uma semana não recebe mais as correspondências em casa.

Ian, que trabalha como analista de computação, recebeu uma notificação do serviço do serviço de correios local, dizendo que a ?inofensiva? Bola de Neve era uma ameaça a ?saúde e segurança?. A companhia decidiu que era muito arriscado entregar correspondências na casa da gata e desde então não vai até o local. O recadinho foi enviado depois que um carteiro teve o dedo arranhado pelo felino, enquanto colocava correspondências na caixa de correios.

- Todo mundo no meu trabalho achou hilário. Eles começaram a chamar Bola de Neve de Gato Ninja e até fizeram uma montagem dela, segurando uma arma - contou Ian.

O serviço de correios disse que o gatinho oferecia um ?nível elevado de risco inaceitável? e que era um ?perigo potencial? para os carteiros. Segundo a companhia, três homens foram atacados por Bola de Neve. Um deles sofreu cortes profundos nos dedos. A empresa decidiu que Ian ficará sem receber as cartas até que encontre uma solução segura para os carteiros trabalharem.

Para resolver o problema, o britânico colocou uma grade em volta da caixa de correios, para que a gata não entre mais lá para atacar os carteiros da cidade. E espera voltar a receber as correspondências nos próximos dias.


Carteiros não entregam correspondências com medo de de gata

Carteiros não entregam correspondências com medo de de gata

Carteiros não entregam correspondências com medo de de gata

Fonte: Extra