Caso de amor entre besouro e cerveja ganha prêmio IG Nobel

Caso de amor entre besouro e cerveja ganha prêmio IG Nobel

O Ig Nobel é uma premiação da revista de humor científico

O caso de amor impossível entre um macho e sua cerveja foi o tema que rendeu um dos prêmios Ig Nobel de 2011. A pesquisa, feita em uma universidade canadense, conta a história de um besouro macho que tentou fazer sexo com uma garrafa de cerveja ? tentou com tanto vigor que acabou morrendo. O episódio foi o tema da pesquisa de Darryl Gwynne e David Rentz e recebeu o prêmio na categoria Biologia.

O Ig Nobel é uma premiação da revista de humor científico ?Anais da Pesquisa Improvável? que, desde 1991, reconhece anualmente dez pesquisas incomuns, bizarras ou óbvias.

Além do trabalho de Gwynne e Rentz, foi premiado também um estudo que mostra que o bocejo não é contagioso entre tartarugas, na categoria Fisiologia. O Ig Nobel de Medicina foi para os cientistas que mostraram os efeitos no organismo de segurar o xixi.

O prêmio de Química foi para pesquisadores japoneses que criaram um alarme a partir do tempero wasabi. O de Física, para a investigação de por que atiradores de discos nas Olimpíadas ficam zonzos, quando os de martelos não ficam.

Na categoria Psicologia, Karl Halvor Teigen foi premiado por tentar desvendar por que as pessoas suspiram.

O prêmio de Matemática foi para todos os cientistas que prevêm tragédias e desastres ? por ensinar os demais a terem cuidado na hora de se calcular alguma coisa.

O Ig Nobel também tem prêmios de Literatura e da Paz. O primeiro foi para John Perry e a sua teoria da procrastinação. Segundo ela, para ter sucesso basta trabalhar em algo importante o suficiente que sirva de desculpa para você não fazer algo ainda mais importante.

O da Paz foi para o prefeito de Vilnius, na Lituânia, Arturas Zuokas, que resolveu o problema de carros parados em locais proibidos ao passar sobre eles com um tanque de guerra. Por fim, o prêmio de Segurança Pública foi para o canadense John Senders que vendou um motorista por repetidas vezes enquanto ele dirigia em uma estrada em alta velocidade.

O prêmio

Apesar da provocação, o Ig Nobel é levado na brincadeira pelos cientistas e boa parte deles comparece em pessoa para aceitar o prêmio. A cerimônia acontece no Teatro Sanders da prestigiada Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e sempre conta com um punhado de ganhadores do Nobel de verdade ? entre os mais famosos e frequentes, o Nobel de Física de 2005 Roy Glauber, cuja nobre função na premiação é varrer aviõezinhos de papel que caem no palco.

Em 2008, os brasileiros Astolfo Gomes de Mello Araujo e José Carlos Marcelino, da USP, se tornaram os primeiros brasileiros a ganhar um Ig Nobel, ao mostrar o impacto do tatu nas pesquisas arqueológicas.

Em 2000, o Ig Nobel premiou o russo Andre Geim por fazer um sapo levitar usando o magnetismo. Dez anos depois, Geim ganhou o Nobel de Física por seus estudos com o grafeno. Com isso, ele se tornou o primeiro cientista a ter a honra de ser um ganhador do Nobel e do Ig Nobel.

Entre pesquisas premiadas no passado, estão uma que mostrou que os buracos negros têm os requisitos fundamentais para serem a porta de entrada do inferno, a criação de um sutiã que serve como máscara de gás e um estudo que provou que massagens no reto curam o soluço.

Fonte: G1