Caso de babá que alugou bebê para mendigos choca a Índia

Ela teria confessado aos patrões que vinha "alugando" o bebê a pedintes por cem rupias

Autoridades ligadas ao bem estar dos menores na Índia estão investigando o caso de um bebê que teria sido "alugado" a mendigos por uma babá na cidade de Bangalore, no sul do país.

A lógica por trás da transação é que os pedintes atraem mais simpatia do público quando estão acompanhados de um bebê e, assim, faturam mais com as esmolas.

A babá foi flagrada quando a mãe do bebê voltou cedo do trabalho e não encontrou o filho, de sete meses de idade.

Ela teria confessado aos patrões que vinha "alugando" o bebê a pedintes por cem rupias (cerca de US$ 2) por dia.

Sem queixa

Acredita-se que o esquema tenha funcionado durante semanas. Segundo relatos não confirmados, o bebê era sedado e coberto em trapos.

Os pais da criança estariam relutando em levar o caso à polícia por temer que a criança seja estigmatizada, disse à BBC a chefe da comissão de proteção aos direitos da criança do Estado de Karnataka, Neena Nayak.

"Os pais estão abalados e não querem falar sobre o assunto. Estamos tentando persuadi-los".

A polícia diz que só pode tentar prender a babá, que foi demitida, se os pais registrarem queixa.

Os pais do bebê são de classe média. A mãe trabalha como consultora em uma empresa multinacional.

"Este é um caso incomum", disse Nayak. "Encontramos vários incidentes de crianças sendo forçadas a pedir esmolas, algumas vezes, por seus próprios pais".

"A maioria das crianças que salvamos dos pedintes são pobres. Em alguns casos, moradores de favelas mutilam seus próprios filhos antes de obrigá-los a pedir esmolas".

Fonte: O Globo, www.oglobo.com.br