Chefe de polícia usa esquadrão inteiro para achar celular do filho

Chefe de polícia usa esquadrão inteiro para achar celular do filho

O garoto pediu a ajuda do pai, que incumbiu cerca de 10 policiais da tarefa de ir atrás de informações sobre o furto

Ser filho de um chefe de polícia deve ter lá suas vantagens. Entre elas, saber que seu pai pode colocar todo o departamento em uma curiosa caça a um celular perdido. Pelo menos, foi isso o que Michael Meehan, de Berkeley, nos Estados Unidos, fez para tentar rastrear o iPhone roubado de seu filho adolescente, em janeiro deste ano.

O menino teve o celular roubado de dentro de seu armário na escola onde estuda, a Berkeley High School. O aparelho já havia ativado um serviço de localização e foi possível ver o endereço onde o mesmo estaria. O garoto pediu a ajuda do pai, que incumbiu cerca de 10 policiais da tarefa de ir atrás de informações sobre o furto.

O problema é que a repercussão do acontecimento foi bem negativa. Meehan se tornou alvo de muitas críticas da comunidade local, especialmente pelo fato de o caso não ter sido registrado, e também por ter utilizado uma quantidade de policiais acima do comum para buscar o iPhone do filho. No entanto, de acordo com Mary Kusmiss, sargento do departamento, este tipo de atitude é mais do que comum.

?Acontece que muitos policiais realmente tentam resolver estes casos quando veem os dados do rastreamento dos aparelhos telefônicos?, explicou a policial, que garantiu ainda que os envolvidos receberam pagamento de horas extras de acordo com as tarefas realizadas.

Apesar de tanta polêmica e de muito esforço, o iPhone não foi encontrado ? e o delegado está sendo investigado pelas autoridades locais.

Fonte: Tech Tudo