Chefe é processado por soltar muitos gases

Chefe é processado por soltar muitos gases

Além disse, ele era reclamão e chato

Um supervisor do Seminário Teológico Judaico de Nova York foi processado por uma ex-funcionária do local porque "soltava muitos gases" durante o trabalho.

Roberta Feinsmith, 67 anos, adorava seu trampo. Ela nunca teve nenhum tipo de problemas no escritório, até 2007. Foi quando Alan Cooper foi contratado para chefiar.

O cara era folgado, mandão, gritava e xingava seus subordinados. Até aí, Roberta se segurava e aguentava. O problema era que Cooper fedia demais. O chefe peidava o tempo todo durante o expediente.

A gota d"água surgiu quando o supervisor mandou um e-mail a todos, pedindo para os funcionários antigos se demitirem. Segundo a lógica do flatulento, os mais velhos exerciam uma má influência nos mais novos.

Roberta, que não é mais nenhuma mocinha, foi mandada para a rua, se encheu e entrou na Justiça contra o ex-chefe gasoso.

Cooper não quis se pronunciar sobre o assunto. Agora, o juiz vai decidir quem tem razão.

Fonte: R7, www.r7.com