Chinês é preso após roubar trinta mil garrafas de chá e vender por R$ 41

Quando o dono do armazém percebeu que a carga havia sumido, ligou para a polícia

Um homem de 43 anos foi preso em pode pegar até 10 anos de prisão em Wenzhou, na China, após roubar mais de 30 mil garrafas de chá gelado de um armazém comercial para vender os recipientes vazios para a reciclagem e receber cerca de R$ 41 em troca.

De acordo com o jornal ?Austrian Times?, Zhang Hao, com a ajuda de três amigos, invadiu um armazém que estava destrancado e encontrou a carga de milhares de garrafas de chá gelado da marca ?Master Ice Tea?. O carregamento estava avaliado em mais de R$ 75 mil

Contudo, em vez de vender a carga lacrada, o quarteto levou cerca de 12 horas para abrir todos os recipientes e jogar o líquido no bueiro, para ficarem apenas com as garrafas.

Quando o dono do armazém percebeu que a carga havia sumido, ligou para a polícia, que não encontrou indícios de que o chá estava sendo vendido no mercado negro local. No entanto, sentiram um cheiro doce e forte vindo dos bueiros da região próxima ao estabelecimento, e concluíram que as garrafas haviam sido esvaziadas.

As autoridades foram até uma empresa local que fazia reciclagem e ouviram que um dos funcionários achou estranho que a última remessa tinha muitas garrafas limpas do mesmo tipo, e deu informações que levaram até Hao, que foi preso por roubo.

Os oficiais informaram que os amigos de Zhang e os funcionários da empresa de reciclagem não puderam ser indiciados, já que não sabiam que o que estavam fazendo era ilegal. Todavia, Zhang Hao pode pegar até 10 anos de cadeia pelo crime.


Chinês é preso ao roubar 30 mil garrafas de chá e vender por R$ 41

Fonte: G1