Cientistas confirmam avistamento de OVNI no Chile

Cientistas confirmam avistamento de OVNI no Chile

Todo dia são registrados avistamentos ou algum tipo de experiência com OVNIs — principalmente por pilotos de aviões e operadores de radar —, mas é raro algum caso desses gerar polêmica na mídia — até mesmo porque muitas imagens são “fabricadas”, falsas. Quem tem certo entendimento no assunto já não se espanta e nem duvida de mais nada, mas muita gente ainda tem o pé atrás e se assusta com esse tipo de coisa.

Mas, o que aconteceu no Chile extrapolou as expectativas: em abril de 2013, 35 profissionais da mina Collahuasi — situada a 4.300 metros acima do nível do mar, na região de Tarapacá — não só viram, mas também fotografaram um disco prateado que se manteve visível por aproximadamente duas horas, a mais ou menos 600 metros de altitude, em um dia sem nenhuma nuvem no céu. Confira o vídeo de uma reportagem chilena sobre o fato:

 

 

As imagens logo foram parar nas mãos do Centro de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos (CEFAA), vinculado à direção geral de Aeronáutica Civil do Chile. Após um ano de análise intensiva, com cientistas de vários lugares e com altíssimo nível de entendimento no assunto, o pronunciamento oficial do diretor do CEFAA, Efe Ricardo Bermúdez, surpreendeu muita gente: “Realmente era um Objeto Voador Não Identificado (OVNI), pois não se parece com nada conhecido e também não se trata de uma fraude“.

Bermúdez diz mais: “Nós não temos segredos! Ninguém é o dono da verdade, por isso optamos por compartilhar a informação que temos, e não ocultá-la. Trabalhamos abertamente com aqueles que já avistaram objetos voadores, que geralmente são pilotos de avião ou operadores de radar, mas também com pessoas comuns, que costumam filmá-los ou fotografá-los”.

Com isso, o Chile passou a ter mais referência ainda no quesito “caçadores de OVNIs”, visto que 3% dos avistamentos — isso desde 1998 — foram reconhecidos oficialmente.

 


Fonte: mundopocket.com.br