Coréia do Sul manda funcionários irem pra casa e transar

Coréia do Sul manda funcionários irem pra casa e transar

Ministério do país quer que aumente a taxa de fecundidade, que anda muito baixa

O Ministério da Saúde da Coreia do Sul não quer nem saber: depois das 19 horas, chega de trabalho.

A idéia é incentivar os funcionários públicos a irem para suas casas e passarem mais tempo com seus maridos e esposas. Assim, eles esperam aumentar a taxa de natalidade do país, que é uma das mais baixas do mundo.

O governo não quer apenas aumentar o tempo livre de seus funcionários. Há também incentivos para casais quem venham a ter mais de um filho e, entre os solteiros, são organizadas reuniões para que burocratas solitários consigam transar com alguém.

As medidas até que foram bem recebidas por parte do proletariado coreano, mas os críticos das medidas dizem que o problema não é tempo e sim dinheiro. Criar e educar um filho na Coreia do Sul custa muito caro e maior parte dos casais prefere evitar essas despesas.

Fonte: R7, www.r7.com