Correio é processado após selo com falsa Estátua da Liberdade

Correio é processado após selo com falsa Estátua da Liberdade

Robert Davidson, criador da réplica, alega violação de direitos autorais.

Depois de um erro grotesco feito pelo Serviço Postal dos EUA em 2011, quando a organização se confundiu ao estampar a imagem de uma réplica da Estátua da Liberdade em vez do monumento original em Nova York, o escultor da obra ameaça processar os correios por violação de direitos autorais.

Os advogados de Rober Davidson, responsável pela ?Lady Liberty?, exposta no casino ?New York-New York? em Las Vegas, no estado de Nevada, entraram com um processo alegando que o rosto da réplica aparenta ser ?mais novo? e ?leve? do que o original, o que teria feito com que o serviço postal preferisse a escultura de Davidson para estampar os selos.

Além disso, o rosto da estátua que recepciona os jogadores do cassino teria uma forma mais feminina, e que o monumento original, de 93 m de altura, teria sido apenas uma ?inspiração?.

Os correios escolheram a foto da cabeça da estátua em uma agência de fotografias, e o erro não foi percebido até que uma revista especializada em selos expôs o engano.

À época do incidente, o serviço postal norte-americano chegou a pedir desculpas pelo erro, mas informou que os mais de 3 bilhões de selos impressos com a foto errada continuariam a ser utilizados da mesma forma.

Fonte: G1