Designer é barrada em restaurante por usar traje típico

Caso desencadeou uma onda de protestos na internet.



A designer sul-coreana Lee Hye-soon foi impedida no dia 12 de abril de entrar no restaurante Hotel Shilla, que é de propriedade do grupo Samsung, porque estava vestindo o tradicional traje sul-coreano "hanbok". O gerente disse que o traje poderia ser inconveniente para outros clientes.

O caso desencadeou uma onda de protestos na internet. O ministro da Cultura do país, Choung Byoung-gug classificou o incidente como "inaceitável" e prometeu tomar "medidas severas" contra o Hotel Shilla, localizado na capital Seul.

Fonte: g1, www.g1.com.br