Detento é condenado por usar celular para contar que seria solto

Ele está preso desde 1990 em cadeia no estado da Califórnia.

O detento americano Dwayne Kennedy, que está preso em uma cadeia no estado da Califórnia (EUA), foi condenado a uma pena extra de cinco anos depois que foi flagrado pelos agentes penitenciários com um celular contrabandeado dentro da prisão. Kennedy alega que pegou o aparelho emprestado para contar para sua família que havia recebido liberdade condicional e voltaria para casa, segundo o jornal "Los Angeles Times".


Detento é condenado por usar celular para contar que seria solto

"Foi uma estupidez da minha parte", disse Kennedy, de 44 anos, que está preso desde 1990.

A Corte Superior do condado de Los Angeles e um tribunal de apelações rejeitaram os esforços da defesa de Kennedy para anular a decisão. Seu advogado, Keith Wattley, entrou com um recurso na Suprema Corte do estado. Segundo ele, nunca houve qualquer alegação de que ele usou o celular para algo ilegal.

Fonte: G1