Em sex shop nos EUA, cliente pode trocar arma por brinquedo sexual

Em sex shop nos EUA, cliente pode trocar arma por brinquedo sexual

Armas são inspecionadas pelo marido de Sherri. Detalhe: David Smith trabalha como vendedor de armas.

Um sex shop em Huntsville, no estado de Alabama, lançou uma campanha inusitada para o Dia dos Namorados, que nos EUA e outras partes do mundo é comemorado no dia 14 de fevereiro. Os clientes podem trocar suas armas por brinquedinhos sexuais.

A dona do sex shop chamado "Pleasures", Sherri Williams, disse, em entrevista ao jornal "The Huntsville Times", que essa é sua contribuição para promover amor, e não guerra no Alabama, onde as armas são legais e os brinquedinhos sexuais, não.

Após a loja abrir suas portas na terça-feira, um cliente entrou e trocou um revólver por um vale presente de US$ 40 a ser gasto na loja.

Apesar da iniciativa positiva, Sherri admitiu que as armas poderiam ser revendidas em leilão, ou seja, poderiam voltar às ruas. As armas, por sinal, são inspecionadas pelo marido de Sherri, David Smith, que trabalha como vendedor de armas.

Fonte: g1, www.g1.com.br