Espertalhão italiano finge ser chefão mafioso pra comer de graça; foi preso

Para conseguir a mordomia, Ubaldo Citarella, de 52 anos, sustentou que era um chefão da máfia italiana, membro proeminente da família Camorra.

Um picareta italiano foi preso depois de passar dias e dias comendo de graça em um restaurante.

Para conseguir a mordomia, Ubaldo Citarella, de 52 anos, sustentou que era um chefão da máfia italiana, membro proeminente da família Camorra.

Citarella é de Battipaglia, uma cidadezinha que fica perto de Salerno, e, segundo o pessoal do restaurante, enchia o bucho de croissants, café e drinques diversos, sem jamais meter a mão na carteira.

A cara de pau era tanta que, quando o restaurante cobrou a pendureta quilométrica, Citarella bancou o Don Corleone e deixou uma garrafa de gasolina na frente do estabelecimento ? como uma ameaça de incendiar o local.

A coisa toda acabou quando o bartender do restaurante se encheu, falou com uns amigos na polícia e eles foram até lá para assistir ao espetáculo de Citearella.

Tão logo ele se gabou de ser da máfia, o braço longo da lei se estendeu em sua direção e ele foi conduzido diretamente ao xilindró.

A sorte dele foi que o tal bartender não era amigo de ninguém da família Camorra porque, se fosse, ele ia acabar dormindo com os peixes do rio Sele e só acordaria no mar Tirreno ? se acordasse.

Fonte: r7