"Excesso de amor" dos usuários mata planta do Facebook

"Excesso de amor" dos usuários mata planta do Facebook

Sistema faz com que vegetal receba água a partir de mensagens no site

O "amor" nem sempre faz bem. Um sistema criado por pesquisadores australianos para regrar plantas por meio de mensagens do Facebook fez com que os vegetais acabassem morrendo por excesso de cuidado dos usuários.

O mecanismo, chamado Meet Eater, é, na verdade, um jardim que funciona a partir de interações sociais. Trata-se de uma experiência diferente de interação humana e design cujo objetivo é reconstruir as relações entre os seres humanos e as plantas. As espécies recebem água por meio de contato humano, ou seja, de acordo com as mensagens.

Os nutrientes são fornecidos a partir do momento que a planta ganha novos amigos no Facebook. Quem quiser ver o Meet Eater de perto pode visitá-la na Biblioteca Pública do Estado de Queensland, na Austrália.

O criador do projeto, Bashkim Isai, explicou que queria ver se as pessoas se interessariam em cuidar das plantas no espaço virtual e que acabou surpreso com o volume de respostas à experiência. Apresentados ao público há dois meses, os vegetais atraíram mais de 5.000 fãs em todo o mundo. Os usuários literalmente os afogaram de tanta preocupação ? eles receberam água de forma excessiva.

? Nós descobrimos que a planta foi "amada demais". Na verdade, as plantas já morreram duas vezes por serem muito estimuladas, o que é um resultado interessante para nós.

Agora, para evitar isso, o criador do projeto diz que a terceira geração das plantas é "muito mais tolerante à água" e que o sistema foi ajustado para reduzir a quantidade de líquido jogada sobre a planta.

Fonte: R7, www.r7.com