Focas estupram pinguins e deixam pesquisadores intrigados

Focas estupram pinguins e deixam pesquisadores intrigados


Um fenômeno de comportamento animal vem intrigando pesquisadores no Atlântico Sul. Focas estão abusando sexualmente de pinguins em Marion Island, na Antártica. Em uma pesquisa recém-publicada, uma equipe de cientistas documentou três incidentes de focas que estupraram pinguins rei na ilha. "Em termos humanos, podemos chamar de estupro", declarou o pesquisador Ryan Reisinger em entrevista ao  Times Live . 

A equipe sul-Africana de Pesquisa - Ryan Reisinger, William Haddah, Tristan Scott, Marthán Bester e Nico de Bruyn - disse que incidentes como esses acontecem há 30 anos.

"Os pinguins reagem como fariam se um predador estivesse tentando matá-lo", contou o pesquisador. "No começo eles lutam por suas vidas, mas as focas são muito maiores e mais fortes, então se sobrepujam a eles facilmente", completou.

As aves acabam feridas nestes encontros. Em um incidente, uma foca tentou copular com um pinguim e em seguida, comeu o animal.

Os pesquisadores ainda não sabem o que motiva esse comportamento. Inicialmente, se pensou que pudesse ser um comportamento predatório "mal direcionado" por parte das focas para os pinguins, mas ainda não é certo. Outra teoria apontada pelo grupo é a de que devido a concorrência pelas fêmeas, as focas macho estão se voltando para os pinguins.

A equipe sul-Africana de Pesquisa - Ryan Reisinger, William Haddah, Tristan Scott, Marthán Bester e Nico de Bruyn - disse que incidentes como esses acontecem há 30 anos.

Segundo a equipe, o comportamento altamente incomum pode ser aprendido. "Não sabemos qual será a recompensa pelo aprendizado desse comportamento", disse Reisinger.

"É um pouco desconcertante, chocante e, estranhamente, um pouco embaraçoso ver,acho, mas definitivamente não há nada de engraçado nisso", declarou o pesquisador De Bruyn

Fonte: odia.ig.com.br