EUA: Funcionário é acusado de espiar o chuveiro das mulheres presidiárias

Joseph Berry, 60 anos, trabalhava como supervisor de manutenção na prisão quando foi preso.

Um ex-funcionário da Cadeia South County, do condado de Polk (EUA), foi acusado de usar o sistema de monitoramento da instalação para assistir as mulheres enquanto elas tomavam banho.

Joseph Berry, 60 anos, trabalhava como supervisor de manutenção na prisão quando foi preso.

De acordo com autoridades locais, Berry usava o sistema de câmeras para dar um "leve zoom" na área feminina da instituição, tanto nos banheiros quanto nos dormintórios, nas horas mais íntimas das mulheres.

Ele foi acusado por tirar proveito da situação e também de roubo, já que surrupiou alguns filtros de ar condicionado e um computador da prisão.


Funcionário tarado é acusado de espiar chuveiro de mulheres dentro de prisão

Fonte: r7