Galã preso ganha favores sexuais dentro da cadeia

Galã preso ganha favores sexuais dentro da cadeia

Uma das que se envolveram com o preso foi a terapeuta Killian Thomas

O americano Michael Murphy, de 36 anos, se envolveu com, pelo menos, cinco funcionárias de uma prisão no estado de Montana (EUA). Além de sexo, elas forneceram outros favores ilegais a Murphy, que cumpre pena de 25 anos, segundo a emissora de TV "Fox".

Uma das que se envolveram com o preso foi a terapeuta Killian Thomas. Ela disse que beijou Murphy dentro da cadeia e praticou sexo oral mútuo com ele. Depois, ela ainda deu cerca de US$ 400 para ele. "Eu não conseguia dizer não para ele", disse Thomas.

A guarda Lisa Mantz admitiu que beijou Murphy e escreveu uma carta para o condenado, na qual afirmava que não podia esperar a hora para fazer sexo com ele.

Outra guarda, Shannon Davies, pediu demissão da cadeia durante as investigações. Ela chegou a enviar um cartão para Murphy, destacando que estava apaixonada por ele.

Murphy está detido na cadeia do condado de Dawson, em Glendive, cerca de 35 quilômetros da fronteira com o estado da Dakota do Norte.

Fonte: g1, www.g1.com.br