Governo da Islândia proíbe o strip-tease

A terra da Bjork não quer que empresários lucrem com a nudez humana

A Islândia é um país pequeno, com pouco mais de 400 mil habitantes, que fica em uma ilha localizada no Atlântico Norte. É um lugar com um frio do além, que só legalizou a cerveja em 1989 e cobra impostos altíssimos para quem quer ter um bichinho de estimação em casa.

A terra que deu a Bjork ao mundo agora resolveu inventar mais uma lei controversa. O governo proibiu o strip-tease.

Claro, se sua mulher islandesa quiser tirar a roupa para você de forma sensual, no conforto do lar, problema dela. Ninguém vai fiscalizar. Mas os clubes de lazer masculino não podem mais lucrar com a nudez feminina. E vice-versa, afinal o Clube das Mulheres está aí para isso.

De acordo com os deputados, a medida é uma prova de como o país tem uma das democracias mais fortes da Europa.

Na verdade, os clubes de strip-tease sempre foram ilegais no país. Mas, seus donos davam sempre um jeitinho e descolavam uma permissão da Justiça para manter seus shows de mulheres com os peitos de fora.

Agora, podem esquecer. Os donos das casas de show já estão desesperados e ensaiam pedir uma indenização ao governo do país.

Fonte: r7