Grupo pego fazendo vídeo pornô é obrigado a reencenar ato

Com base em lei, quarteto pode ser condenado a até 12 anos de cadeia.

Presos na Indonésia após serem flagrados fazendo um vídeo pornô, três homens e uma mulher tiveram que reencenar o ato sexual como parte de uma investigação policial.

Eles foram pegos em flagrante em um quarto de hotel em Bogor durante uma operação antidrogas, disse o chefe de polícia Imron Ermawan.

"Nós pedimos a eles para reencenar cada movimento que fizeram durante a filmagem, incluindo as cenas na cama", afirmou Ermawan, destacando que os acusados não ficaram nus durante a reconstituição. "Eles só nos mostraram os atos que haviam realizado.?

Segundo o chefe de polícia, a encenação é importante como prova legal para confirmar que o crime ocorreu e impedir que os suspeitos neguem a acusação no tribunal.

Os suspeitos podem ser condenados a até 12 anos de cadeia com base na lei antipornografia do país.

Ratificada em 2008, a lei criminaliza todas as obras e "movimentos corporais", incluindo música e poesia, que possam ser considerados obscenos e violem a moralidade pública.



Fonte: G1