Homem foge da prisão e passa 16 anos em cavernas

O homem, cuja identidade não foi divulgada, havia sido condenado a uma pena de dez anos de prisão pela morte de uma mulher do vilarejo durante uma dis

A polícia de Portugal anunciou ter detido um homem que havia fugido da prisão há 16 anos e passou todo este tempo vivendo escondido em cavernas do norte do país.

O homem, de 54 anos, foi cercado por policiais na noite de quarta-feira, nos arredores de Vieira do Minho, sua cidade-natal.

Segundo a polícia, ele "parecia Robson Crusoé" por causa da longa barba e da pele queimada pelo sol, e carregava uma pistola que não foi disparada.

Ainda de acordo com policiais, ele se alimentava basicamente de frutas, mas chegou a contar com a ajuda de familiares e amigos que traziam mantimentos e remédios esporadicamente.

O homem, cuja identidade não foi divulgada, havia sido condenado a uma pena de dez anos de prisão pela morte de uma mulher do vilarejo durante uma discussão. Ele fugiu em 1993, após cumprir pouco mais de dois anos da sentença.

Segundo relatos da imprensa portuguesa, muitos dos moradores de Vieira do Minho sabiam que o ex-pastor de cabras estava escondido nas cavernas.

Uma fonte da polícia disse aos jornais que uma denúncia anônima há dois anos fez a polícia lançar uma investigação, mas a operação teria sido atrapalhada porque os moradores se negavam a dar informações.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br