Homem pega 2 anos após matar gato e usar vísceras como colar

Homem pega 2 anos após matar gato e usar vísceras como colar

Ele afirmou que queria empalhar o felino e usá-lo como enfeite para festa.

Um americano pegou dois anos de prisão no Arizona por matar e estripar um gato durante um furto e depois usar seu rabo e suas vísceras como colar.

Um tribunal superior também condenou Russell Christopher Hofstad, de 25 anos, a cumprir quatro anos de liberdade condicional após sua soltura.

Hofstad não se posicionou oficialmente diante das acusações de crueldade animal e furto, feitas no mês passado.

Segundo os registros da polícia, ele foi preso em janeiro, após entrar furtivamente em um depósito usado como local de shows na cidade de Phoenix.

Ao responder à ocorrência, policiais acharam os restos do gato lá dentro.

Hofstad, que não tem profissão declarada, também estava lá, usando o rabo e parte das vísceras do animal em torno do pescoço. O rosto dele estava pintado.

A polícia afirma que ele comeu partes do gato morto e colocou alguns dos órgãos internos do felino em uma geladeira.

O acusado disse à polícia que havia sido recentemente libertado da prisão e que não tinha lugar para morar.

Ele afirmou também que estava havia alguns dias sem comer, então matou o gato com um pau e o estripou.

Ele planejava empalhar o animal e usá-lo posteriormente como "decoração para uma festa", segundo a polícia.

Fonte: G1