Homem pode pegar 2 meses de cadeia por latir para cão policial

Homem pode pegar 2 meses de cadeia por latir para cão policial

Incidente ocorreu na cidade de Mason, no estado de Ohio.

O advogado do americano Ryan Stephens, que foi acusado de provocar um cão policial na cidade de Mason, em Ohio (EUA), alegou que seu cliente tinha o direito de latir, pois a Primeira Emenda garante o direito à liberdade de expressão, segundo o jornal "Cincinnati "Inquirer".

No entanto, durante julgamento na sexta-feira, o juiz Andrew Batsche destacou que latir para um cão policial não estava protegido pelo direito constitucional. Stephens pode ser condenado a dois meses de cadeia.

O incidente ocorreu em abril. Na época, o suspeito foi flagrado próximo ao carro patrulha latindo para o cachorro chamado "Timber".

De acordo com o relatório policial, o agente Bradley Walker estava atendendo uma ocorrência, quando notou que "Timber" não parava de latir. Quando foi ver o que era, Walker disse que viu Stephens latindo e provocando o animal.

Ao ser questionado por que estava latindo para o cão, Stephens respondeu: "Ele começou. Ele estava me incomodando".

Fonte: g1, www.g1.com.br