Hospital chinês cria polêmica ao pedir doação de "sangue de cem virgens"

Hospital precisava de amostras de sangue de cem mulheres

Um serviço de pesquisas de um hospital chinês desencadeou uma polêmica ao publicar uma convocação de mulheres virgens a doarem sangue, noticiou a imprensa esta segunda-feira.

O hospital de cancerologia da Universidade de Pequim explicou que precisava de amostras de sangue de cem mulheres virgens entre 18 e 24 anos de idade para uma pesquisa sobre o vírus do papiloma humano (HPV), reportou o jornal China Daily.

O vírus do papiloma humano, transmitido por via sexual, é vinculado ao câncer de colo do útero e, em menor medida, ao câncer de garganta.

"O risco de contaminação pelo HPV é muito reduzido nas mulheres que nunca tiveram relações sexuais", explicou Guan Jiuping, porta-voz do hospital.

No entanto, o anúncio do hospital provocou reações virulentas, pois muitas pessoas o consideraram ofensivo para as mulheres.

"Não são necessários homens virgens? Só mulheres? Isto é ciência?", questionou, com ironia, um internauta em um microblog.

A China já não tem mais nada a ver com o país puritano da época do maoísmo, mas muitos chineses continuam preferindo que sua futura esposa seja virgem.

Fonte: G1