Idosa retira caneta do corpo após 25 anos e ela ainda funciona

Idosa retira caneta do corpo após 25 anos e ela ainda funciona

Britânica cutucava garganta, perdeu equilíbrio e nunca mais viu a caneta – até agora

Sabe quais são as duas coisas que adultos engolem com maior frequência?

Palitos de dente e dentaduras. Essas duas.

Nesta semana, porém, o British Medical Journal Case Reports, um boletim feito para que médicos troquem suas experiências, relatou o caso de uma britânica de 76 anos que engoliu uma caneta.

Ela procurou um médico porque estava perdendo muito peso e sofria de uma diarreia que não passava. O diagnóstico deu que ela sofria de uma inflamação gástrica muito comum em pessoas idosas, mas o raio X mostrou outra coisa ainda mais curiosa: a tal da caneta.

Os médicos quiseram saber se ela se lembrava de ter engolido tal objeto e, embaraçada, a paciente contou que há 25 anos, ela estava cutucando sua garganta inflamada com uma caneta quando perdeu o equilibrio e não viu mais a caneta.

Na época, ela lembra de ter contado para o marido e para um médico sobre sua teoria ? de que teria engolido a caneta ? mas, como eles riram muito da cara dela, o melhor foi deixar as coisas como estavam.

Os boletim informa que, depois de 25 anos sendo corroída pelos ácidos estomacais, o plástico da caneta estava todo corroído, mas inacreditavelmente, ela ainda era capaz de escrever.

O ditado ? aquele que ficava escrito dos estojos que a gente usava quando era criança ? diz que a caneta é mais poderosa que a espada. Mas essa história dela ser mais forte que os ácidos gástricos já é novidade.

Fonte: R7, www.r7.com