Lésbicas exigem pensão alimentar de doador de esperma

Lésbicas exigem pensão alimentar de doador de esperma

Mulheres tinham se comprometido a não exigir compensações. No entanto homem passou a visitar frequentemente o menino David.

Duas lésbicas estão exigindo uma pensão alimentar de um alemão que doou o esperma com que puderam conceber um filho, segundo a revista "Der Spiegel".

Klaus Schröder, um professor de 52 anos residente no Palatinado (sudoeste), fez uma doação de esperma há cinco anos para um casal de lésbicas que colocou um anúncio num jornal.

As duas mulheres se comprometeram a não exigir compensações financeiras para o futuro filho, segundo a revista.

Depois do nascimento, Klaus Schröder, que não tinha filhos, passou a visitar frequentemente o pequeno David.

As mães reclamam agora uma pensão alimentar para seu filho de quase quatro anos.

O direito alemão, segundo a revista, estipula que um pai deve assumir as necessidades de sua prole se não houve dúvidas sobre a paternidade, como é o caso.

A única exceção se dá quando o casal adota legalmente a criança. Dessa forma, o pai biológico fica isento de assumir os gastos.

Fonte: g1, www.g1.com.br