Mãe tenta comer o próprio bebê após o parto em ato canibal

Uma enfermeira encontrou a mulher, chamada localmente de Li Zhenghua, de 24 anos, com suas mandíbulas presas firmemente em torno do braço da criança.

Enfermeiros encontraram uma mulher, que se acredita sofrer problemas de saúde mental, tentando comer o próprio filho após o parto. A mulher, chamada localmente de Li Zhenghua, de 24 anos, foi encontrada com suas mandíbulas presas firmemente em torno do braço da criança.

Ela tentou puxar o bebê, mas a mãe recusou-se a soltá-lo. Os médicos então foram forçados a usar um instrumento para soltar criança antes de sedar a mãe. O ataque canibal chocante aconteceu em um hospital na cidade de Shenzhen, província de Guangdong, no sul da China, onde a mulher tinha sido levada após ser descoberta grávida e iniciar o trabalho de parto na rua.

Após dar à luz no hospital, ela foi colocada em uma enfermaria, onde tentativas foram feitas para tentar contato com sua família.

No entanto, no terceiro dia no hospital, a enfermeira Liu Tianlun, tinha ido para o quarto da mãe, quando a encontrou mordendo o bebê no braço.

Um porta-voz do hospital disse: “Foi realmente chocante, o braço foi seriamente danificado e sofreu não só contusões graves, mas sangramento. Felizmente, os médicos conseguiram inserir algo para impedi-la de fechar os dentes e piorar o caso. Depois que eles deram-lhe um sedativo, o bebê foi levado para um local seguro.”

A polícia afirmou, após investigações que, apesar de grávida, a mãe-já havia tido comportamentos estranhos na rua. A família não alertou ninguém sobre a gravidez ou necessidade de ajuda da mulher, que chegou a viver por algumas semanas nas ruas.

Uma investigação está agora em curso para decidir o que levou as ações da mulher e se a criança deve ser tirada da mãe.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gadoo