Marido cria plano absurdo para se livrar da sua mulher

Malandro do departamento de imigração disse que a mulher era terrorista; entenda o caso

"Minha mulher vale ouro. Se alguém quiser trocar, eu aceito na hora."

Era mais ou menos isso que estava se passando pela cabeça de um funcionário do departamento de imigração do Reino Unido. Mas como ele viu que não ia conseguir nada em troca da mulher, abriu mão dela de graça, mesmo.

Ele estava de saco tão cheio dela que resolveu criar um plano: quando ela foi visitar a família dela no Paquistão, o cara incluiu o nome da mulher na lista de suspeitos de terrorismo.

Quando a mulher tentou voltar para, não conseguiu embarcar no avião.

Sem saber o que estava acontecendo, ela ligou para o marido. O malandrão disse que ia fazer o que pudesse, mas acabou enrolando - e conseguiu deixar a mulher em país por três anos.

Uma fonte no departamento de imigração comentou o que aconteceu ao tabloide Mirror.

- Muitas pessoas podem não gostar de seus parceiros, mas fazer isso é ir longe demais. É desnecessário dizer que ela estava confusa quando chegou ao aeroporto, considerando que ela nunca se meteu em nada que tivesse a ver com terrorismo ou crimes. Ela obviamente ligou para seu marido que, sendo do departamento de imigração, poderia descobrir o que estava acontecendo. Só que ela não sabia que ele é que a havia colocado nessa lista.

O desfecho dessa história?

Quando o marido tentou conseguir uma promoção no trabalho, seus superiores descobriram que a mulher dele estava na lista de suspeitos e pediram uma explicação. Aí não teve jeito, ele teve que confessar tudo. E acabou no olho da rua.

Fonte: g1, www.g1.com.br