Menina lobo é acusada de arrancar cabeça de cão

Menina lobo é acusada de arrancar cabeça de cão

Sarah Rodriguez cozinhou a cabeça do bicho e postou fotos no MySpace

Sarah Rodriguez, de 23 anos, também atende pelo nome de Wolfie Blackheart. Ela diz ser uma lobisomem-fêmea e sofre de Síndrome de Tourette, mas adquiriu fama relativa nos últimos tempos por causa de uma cabeça de cachorro.

Ela admitiu ter decapitado um cão, cozinhado a cabeça e postado fotos do resultado macabro em sua página no MySpace. Foram essas fotos que chamaram a atenção da polícia de San Antonio, no Texas (EUA), e da mídia.

- Eu arranquei a cabeça, cozinhei a cabeça. As pessoas fazem a besteira de cortar a espinha, mas isso fratura o crânio. Você também tem que deixar a cabeça do lado de fora, pra que o cérebro vaze, disse ela, em entrevista ao jornal San Antonio Express News.

Uma coisa dessas é de dar medo, mas, pela lei do Texas, só pode ser considerado crime se ela matou o cachorro antes de arrancar sua cabeça. Se ela fez isso com um animal que encontrou morto, é nojento, mas não é crime.

Segundo Lisa Norwood, representante de uma entidade de defesa aos animais, qualquer médico minimamente especializado tem várias maneiras de determinar se o cachorro já estava morto quando perdeu a cabeça.

A polícia de San Antonio fez uma busca na casa que Wolfie Blackheart divide com sua mãe e encontrou uma coleção de cabeças de animais, incluindo crânios de coiote, de bode e de um javali. Ela também tem uma coleção de facas e de espadas e empalha animais por hobby.

A menina diz que o cachorro já estava morto quando um amigo o trouxe para ela, como um presente. Wolfie diz que jamais machucaria um cachorro vivo.

- Eu nunca mataria um cão. Eu sou um cachorro, disse em entrevista para o jornal texano.

Depois que ela postou as fotos da cabeça do cachorro no MySpace, sua conta foi invadida e ela recebe mensagens de ódio todos os dias, mas se existe uma pessoa que realmente a odeia, essa pessoa é sua vizinha, Kathy Silva, que reconheceu o cachorro morto como o seu Rigsby, desaparecido desde o dia 5 de janeiro.

- Meu coração praticamente afundou porque, quando eu vi aquela foto, pensei ?este é o Rigsby?. Ele era o cão mais doce que já existiu, disse Silva.

Fonte: R7, www.r7.com