Mini porcos viram febre na Europa

Pequenos porcos, grandes cifras

Micro-porcos (quase do tamanho de xícaras de chá quando bebês) são a nova febre no segmento pet, segundo o diário Daily Mail. Na Inglaterra, os animais tornaram-se tão populares que estão sendo vendidos a 700 libras (o equivalente a pouco mais de 1,9 mil reais) cada um.

A atração pelos porquinhos tem crescido impulsionada pelo fato de algumas celebridades terem aderido à criação. É o caso do ator Rupert Grint (foto abaixo), o Ron Weasley dos filmes de Harry Potter. O ator George Clooney também já teve o seu.







Os micro-porcos podem viver por até 18 anos e são muito menores que os suínos comuns. Aos dois anos, eles estão totalmente crescidos, pesam entre 18 e 30 quilos e têm entre 30 e 40 centímetros de altura (o porco comum tem entre 100 e 500 quilos e mais que o dobro da altura de seu parente mini).

Além do tamanho diminuto, eles começaram a atrair a atenção das pessoas por conta da facilidade da criação (não é preciso levá-los muitas vezes para caminhar e a saúde é boa), além do surpreendente fato de serem relativamente quietos e limpos. São também uma ótima escolha para quem tem alergias, já que a pele desses animais é considerada parecida com a do ser humano, oferecendo menos incômodos que o excesso de pelos de cães e gatos.

Estimulada pela ampla demanda, a britânica Jane Croft decidiu se dedicar profissionalmente à criação destes animais ? o que antes fazia por hobby. Por dia, ela recebe cerca de 60 e-mails e 40 ligações telefônicas de pessoas de várias partes do mundo, incluindo Estados Unidos, Rússia, Espanha e Austrália, interessadas em adquirir os porquinhos.

Fonte: AE