Mudança de religião levou lenda do boxe a derrota, diz a mãe

Recentemente, Pacquiao, de 33 anos, trocou o catolicismo por uma igreja evangélica.

A mãe de Manny "Pacman" Pacquiao, uma lenda viva do boxe e considerado herói nas Filipinas, já "sabe" o que levou o filho à derrota na luta contra Juan Manuel Márquez, no último fim de semana, por nocaute, em Las Vegas (EUA). Segundo ela, Pacquiao beijou a lona porque ingressou em uma igreja protestante.

"Isso foi o que ele recebeu por ter mudado de religião", comentou Dionisia Pacquiao em entrevista à "Inquirer.net".


Mudança de religião levou lenda do boxe a derrota, diz a mãe

Recentemente, Pacquiao, de 33 anos, trocou o catolicismo por uma igreja evangélica.

De acordo com Dionisia, os pastores tiraram a atenção do ringue de Pacquiao e o forçaram a passar noites acordado lendo a Bíblia.

O analista de boxe Ronnie Nathanielsz não chegou a concordar com a mãe de Pacquiao, mas pôs mais lenha na fogueira, afirmando que a ausência de certos rituais pode ter atrapalhado o boxeador filipino no combate.

"No passado, ele punha um terço no pescoço e rezava com muita fé no corner", comentou ele à ABS-CBNnews.

Pacquiao é dono de oito cinturões em categorias diferentes. A luta de sa´bado valia o cinturão especial de campeão da década, oferecido pela Organização Mundial de Boxe. Nas três lutas anteriores, Pacquiao havia derrotado o rival mexicano.

Fonte: OGlobo