Mulher com pavor a homens aborta bebê após descobrir que criança era um menino

A autora desconhecida, que atende apenas pelo nome de Lena, escreveu em seu blog que estava grávida em 2012. O pai foi descrito como um “doador”.

Uma blogueira feminista abortou seu bebê após descobrir que a criança era um menino. Ela alegou ter más experiências com homens.

A autora desconhecida, que atende apenas pelo nome de Lena, escreveu em seu blog que estava grávida em 2012. O pai foi descrito como um “doador”.

A mulher afirma ser uma feminista ativa, que luta pelos direitos das mulheres a ponto de abster-se de uma carreira profissional. “Os homens geralmente nos olham por baixo e se recusam a nos ajudar, ou, sequer ‘emprestam’ seus ouvidos para que possamos expor nossas queixas”, disse em uma de suas publicações. Quando foi fazer um ultrassom, descobriu que o bebê era um menino, e não teve uma reação muito satisfatória. “Estava em choque, comecei a chorar, chorar e pensar que estava prestes a amaldiçoar o mundo”, comentou.

Depois de ficar em “luto” por três dias, ela se recuperou e foi até uma clínica de aborto, onde teve o feto removido.

Apesar do feito, Lena garante: “Eu não odeio os homens, eu odeio o patriarcado, o que os homens, e até algumas mulheres, se transformam. Eu não ia deixar que isso acontecesse com minha prole. As chances eram maiores se ele [o bebê] fosse menino, era inaceitável”, continuou.

“Se isso voltasse a acontecer, faria tudo novamente”, concluiu.

Fonte: Gadoo