Mulher considerada sexy demais é demitida de firma

Ela acha que foi demitida e não cresceu na empresa por culpa de seus enormes "melões".





Mulher que deseja seguir uma carreira de trabalho e enfrentar o (ainda) machista sistema em que vivemos tem que ter peito. Sim, tem que ter muito peito.

Mas, às vezes, isso pode ser um problema.

Este foi o caso de Amy-Erin Blakely, que foi demitida do local onde trabalhava, em Orlando, nos Estados Unidos, por ter uma "comissão de frente muito avantajada".

Amy diz que, durante os cinco anos em que trabalhou na fundação Devereux, seus "melões" foram motivo de comentários. Assim que se incomodou com isso, foi demitida.

Ao menos, esta é a versão dela.

E para tentar ganhar o caso, ela contratou a advogada Gloria Allred, que neste ano defendeu uma mulher que diz ter sido demitida por excesso de gostosura.

Aos 43 anos, Amy comandava cerca de 900 empregados - mas ela diz que não conseguiu crescer ainda mais na empresa porque os chefes a achavam sensual demais.

Fonte: g1, www.g1.com.br