Mulher é demitida após entrar 15 vezes em vestiário masculino

Mulher é demitida após entrar 15 vezes em vestiário masculino

A mulher trabalhava no setor de vendas no Pirelli Stadium, em Burton-upon-Trent (Inglaterra).

Kerry Miller, de 46 anos, funcionária do Burton Albion FC, clube da Quarta Divisão da Inglaterra, foi demitida sob acusação de ter entrado pelo menos 15 vezes no vestiário dos jogadores, no momento em que os atletas estavam se trocando.

A mulher trabalhava no setor de vendas no Pirelli Stadium, em Burton-upon-Trent (Inglaterra). Mas, segundo o clube, a funcionária se ofereceu para um trabalho extra, no qual teria contato direto com os jogadodes.

A direção do Burton Albion disse, ainda, que Kerry enviou fotos sensuais dela mesma para um dos jogadores da equipe. Kerry admitiu ter enviado ao atacante Billy Kee as fotos, que acabaram sendo mostradas a outros membros do elenco. A loura admitiu, ainda, ter tido um caso com o zagueiro Ryan Austin, de 29 anos, depois que ele deixou o clube e acertou transferência para o Brackley Town.

Sobre as entradas no vestiário, Kerry confirmou que isso se deu em quatro oportunidades, mas sempre, segundo ela, anunciando com clareza a sua presença no local.

A inglesa foi à Justiça contra o que considera demissão injusta, preconceito e assédio moral.

"Eu era boa no que fazia, amava o meu trabalho", disse a inglesa, segundo o "Daily Mail".

Fonte: O Globo