Por mudança de bairro, psicóloga forja estupro para o marido

Por mudança de bairro, psicóloga forja estupro para o marido

Segundo as autoridades, ele forjou o crime para convencer seu marido que eles precisavam se mudar para um bairro melhor

A psicóloga americana Laurie Ann Martinez, de 36 anos, foi condenada em Sacramento, no estado da Califórnia (EUA), acusada de inventar que foi estuprada durante uma invasão à sua casa em abril do ano passado, segundo a emissora de TV "CBS".

Lauri foi sentenciada a cinco anos de liberdade condicional e 180 dias de monitoramento eletrônica, além de ter que pagar mais US$ 4 mil em restituição à polícia.

Segundo as autoridades, ele forjou o crime para convencer seu marido que eles precisavam se mudar para um bairro melhor.

A mulher ligou para o serviço de emergência da polícia em abril do ano passado depois de encenar que sua casa havia sido saqueada. Ela chegou a pedir para uma amiga lhe dar um soco no rosto com uma luva de boxe.

Segundo a investigação, Laurie esfregou lixa sobre as articulações dos dedos, rasgou a blusa, baixou a calça até os tornozelos e urinou em si mesma para fazer os agentes acreditarem que ela tinha perdido a consciência durante o ataque.

Fonte: G1