Mulher que cortou e triturou pênis do marido pode ser presa

Mulher que cortou e triturou pênis do marido pode ser presa

Órgão não foi salvo; homem deve passar por cirurgias de reconstrução

A mulher de 48 anos que foi presa na Califórnia por cortar o pênis do marido e colocá-lo no triturador, após sedar a vítima, foi indiciada nesta quinta-feira (5) e pode ser sentenciada à prisão perpétua caso o tribunal de Orange County aceite o pedido da acusação.

Catherine Kieu Becker, que segundo a polícia amarrou o marido na cama para cortar seu pênis, vivia em Garden Grove, sudeste de Los Angeles, e estava em processo de divórcio. Ela segue presa sob fiança de US$ 1 milhão.

Após mutilar o marido, Kieu Becker telefonou à polícia e disse que o homem "merecia" o castigo, revelou o porta-voz da polícia Jeff Nightengale.

"Os policiais chegaram e descobriram o homem amarrado na cama, ensanguentado (...). A mulher, que revelou ser sua esposa, usou uma droga não identificada na comida para fazê-lo dormir".

"Foi amarrado na cama e quando despertou, teve o pênis cortado com uma faca. Depois ela atirou o pênis no triturador e partiu".

Reconstrução

O homem, de 51 anos, passou por cirurgias iniciais que pararam o sangramento, mas deve agora enfrentar uma longa série de cirurgias para reconstruir o órgão, que não foi salvo após o crime. Segundo um médico entrevistado pela TV californiana KTLA, o pênis deve ser reconstruído usando tecido do antebraço ou da coxa do homem.

Além disso, uma bomba deve ser implantada para que ele possa voltar a ter ereções, usando um comando que libera líquido para um tubo instalado dentro do novo órgão.

Fonte: G1