Nigeriano revela como dá conta de suas mais de 100 esposas

Nigeriano revela como dá conta de suas mais de 100 esposas

O nigeriano Bello Maasaba se apaixona facilmente pelas mulheres

O nigeriano Bello Maasaba se apaixona facilmente pelas mulheres. Todos conhecemos pessoas assim, que mal conhecem o outro e já estão caidinhas. A diferença é que Maasaba, um líder religioso muçulmano na cidade de Bida, na Nigéria, e se casa com praticamente todas as mulheres de que gosta. Hoje, aos 87 anos, já teve 107 esposas. Hoje vivem com ele 86 mulheres ? entre 19 e 64 anos. Nove morreram e Maasaba pediu o divórcio de 12 por desobediência. Os filhos são tantos que ele tem dificuldade de saber o número exato. São 185, dos quais 131 estão vivos, o mais novo com apenas um mês de vida.

A reportagem do Los Angeles Times que conta a história de Maasaba é uma leitura deliciosa e espantosa. O texto conta as motivações dele para pedir a mão da primeira mulher:

?Ele se apaixonou pela primeira mulher porque ela era sincera e queria sempre agradar.

A segunda mulher, uma prima, foi irrestível porque fazia tudo o que ele queria e nada do que ele não gostasse.

?Só isso fez com que eu a amasse?.

A terceira mulher o ganhou por atender a todos os seus pedidos.?

A ideia de se casar com uma centena de mulheres veio de Deus, segundo Maasaba. Depois de uma doença grave, ele teve uma visão do arcanjo Gabriel em que o anjo lhe dizia para ter uma esposa depois da outra. ?Se não fosse por Deus, eu não teria passado de duas?, diz Maasaba, que, depois das visões, tornou-se um líder religioso.

Assim, ele foi colecionando mulheres com cada vez maior velocidade ? os casamentos, antes separados por alguns meses, aconteciam em questão de semanas. A grande família mora numa casa com 89 aposentos. E, para garantir a comunicação, há um sistema de alto-falantes.

Maasaba tem bolsas embaixo dos olhos que lhe dão um ar cansado, mas sua testa quase não tem rugas. Ele diz que não tem preocupações.

O dinheiro para sustentar o seu clã Maasaba tira da atividade como curandeiro. A sua capacidade de sustentar tantas mulheres foi um atrativo para? mais mulheres, ainda mais numa área rural, pobre, da Nigéria.

Mas o crescimento desenfreado do harém de Maasaba desagradou as autoridades religiosas em Níger, estado nigeriano que segue a sharia, ou lei islâmica. Há três anos, eles ordenaram que Maasaba se divorciasse de 82 de suas mulheres. Ele se recusou e foi condenado a abandonar a cidade.

Como não saiu, Maasaba foi levado para a cadeia. Ficou 22 dias preso, enquanto suas mulheres, 11 delas grávidas, protestavam. No fim, foi solto com a ajuda de um grupo de defesa dos direitos civis.

O que Maasaba faz para merecer tanto apoio de suas mulheres ? além, é claro, de sustentá-las? A reportagem pergunta como ele satisfaz as necessidades amorosas de tantas mulheres.

?Em Sua sabedoria, Deus me deu poder e força para dar a elas o sexo de que precisam?, diz. ?Se eu não as satisfizer, elas podem me deixar.?

Então tá então, senhor Maasaba!

Fonte: Época