Novo serviço: funerária transmite velório ao vivo pela internet

Novo serviço: funerária transmite velório ao vivo pela internet

Serviço é ideal para os que moram longe e não querem perder esse momento importante

Tá "na moda" transmitir, ao vivo pela internet, eventos marcantes da vida - como casamentos e aniversários de 15 anos. Mas o que você acharia se pudesse assistir ao velório de alguém no seu computador, e em tempo real? Exatamente: a passagem desta para uma melhor está sendo transmitida pela web, e o R7 falou com uma das funerárias que presta o serviço, a Funerária Gonzaga, de Minas Gerais.

Eres Gonzaga, gestor da funerária, disse que o serviço ainda é uma novidade no Brasil. Ele descobriu a ideia também na internet e resolveu implantá-la em sua própria empresa, que fica na cidade de Governador Valadares.

É só entrar no site da funerária e acompanhar o velório, o cortejo e até o sepultamento em tempo real. E tem até uma "sala de bate-papo", caso alguém queira deixar uma mensagem ou falar algo nesta hora tão importante.

Segundo Eres, o serviço está crescendo (duas pessoas solicitaram o serviço na semana passada), e em grande parte, por causa dos parentes que moram longe.

- É de tremenda ajuda para os parentes que estão no exterior, ou mesmo fora de nossa cidade. Nos casos que já transmitimos, todos tinham parentes no exterior. Essa ferramenta [bate-papo] é de extrema utilidade para os familiares interagirem, caso queiram.

Nesta funerária, o serviço está incluso no pacote de homenagens fúnebres. Mas contratar apenas o serviço de vídeo sai por R$ 100 a hora - e, é claro, é necessária a autorização por escrito de um parente, de preferência de primeiro grau.

Atualmente, qualquer pessoa pode acessar o site da funerária e assistir a um velório ao vivo, caso ele esteja sendo transmitido. Mas Eres diz que isso deve mudar.

- A transmissão se dá através do nosso site e, por agora, o acesso está aberto. No futuro, provavelmente disponibilizaremos senhas para acessar as imagens.

Para encerrar, não deixamos de perguntar se alguém já contratou o serviço para si mesmo, para ser "astro" de filme de velório antes de deixar esta vida.

- Ainda não, mas não iremos estranhar caso apareça alguém com esse pedido...

Fonte: R7, www.r7.com