Orientadora pedagógica é presa nos EUA após ato sexual com seu cão

Americana confessou o crime e pode pegar até 10 anos de prisão.

A orientadora pedagógica de uma escola estadual no condado de Harford, no estado de Maryland (EUA), foi presa depois que a polícia descobriu fotos que mostravam a americana em um ato sexual com o cachorro da família.

Stepahanie Mikles estava sendo investigada por outro motivo quando as imagens, tiradas em agosto de 2008, foram descobertas pelos oficiais, de acordo com a emissora ?ABC?. A polícia afirmou que mesmo que o ato tenha ocorrido há 5 anos, o crime ainda é passível de condenação.

A funcionária da escola confessou o ato sexual com o animal, que ainda vive na casa da família da professora. A mulher foi indiciada por prática sexual não natural e solta após pagar fiança de R$ 10 mil. Se condenada, a mulher pode pegar até 10 anos de prisão e multa de R$ 2 mil.

A escola decidiu colocar a mulher em licença administrativa até que o caso seja encerrado.



Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com