Horror! Sociedade de Preservação de Animais Feios mostra espécies mais esquisitas do mundo

Confira uma seleção das espécies mais feias do planeta.

A Sociedade de Preservação de Animais Feios (sim, este órgão existe e foi criado no Reino Unido), fez uma seleção das espécies mais feias do planeta. Veja alguns dos mais estranhos encontrados e deixe seu comentário!



A panopea generosa, ou geoduck, é uma espécie de molusco bivalve marinho. É nativa da Costa Oeste dos Estados Unidos e do Canadá. Pode pesar entre 1 e 5 kg e medir até um metro de comprimento. Este animal pode viver durante 140 anos pois não possui muitos predadores naturais. (Foto: Divulgação / Mariana Ribaldi)



O grande vencedor do concurso de animal mais feio do mundo foi o psychrolutes marcidus, também conhecido como peixe-gota ou blobfish. Eles habitam águas profundas da costa da Austrália e raramente é visto por seres humanos. Este animal possui a capacidade de suportar a pressão das águas mais fundas, já que seu corpo é literalmente uma massa gelatinosa



A toupeira-nariz-de-estrela (Condylura cristata) é um pequeno mamífero cavador que vive em túneis cavados na América do Norte. O animal possui pequenos apêndices no nariz, como tentáculos, que têm a função de órgãos sensoriais de tato para ajudá-lo a se locomover. Assim como outras toupeiras, esta espécie é cega. (AP Photo / Universidad Vanderbilt, Kenneth Catania)



O caranguejo-yeti (Kiwa hirsuta) é um crustáceo descoberto em 2006 e que habita a mil metros abaixo da superfície do Oceano Pacífico. Esta espécie se diferencia das demais por produzir sua própria comida em suas patas. Ele cria bactérias que se alimentam de metano para se desenvolver, tornando-se uma fonte de alimento fácil.



O macaco-narigudo (Nasalis larvatus) é da família dos cercopitecídeos e pode ser encontrado nas selvas de Bornéu. Tais animais habitam o mangue e seu nome popular deriva do fato dos machos possuírem um nariz longo e flexível. Os machos desta espécie (em risco de extinção), produzem sons utilizando seu nariz como instrumento durante a época de procriação.



O lagarto conhecido como ?lagarto espinhoso do Texas? (Phrynosoma cornutum) é uma das 14 espécies de largatos espinhosos dos EUA, onde também é conhecido como ?sapo espinhoso?. (Foto: Parks Canada / Divulgação)



O besouro rola-bosta é um tipo de escaravelho que coleta e transporta, rolando para trás, utilizando as pernas traseiras, excremento coletado e posto em forma de bola. A fêmea bota seus ovos dentro das bolas para que os filhotes tenham proteção e comida após o nascimento.



Carettochelys insculpta é uma espécie de tartaruga peculiar. É encontrada em rios e lagos da Austrália e da Nova Guiné e tem como diferencial o formato de seu nariz, que se assemelha ao de um porco.



A Telmatobius culeus é uma espécie de rã, popularmente conhecida como rã-do-titicaca, e é encontrada somente no lago Titicaca, localizado entre a Bolívia e o Peru. O animal possui um excesso de pele que é fundamental para promover a respiração do animal nas altas altitudes.



Conhecido como axolote, o Ambystoma mexicanum é um tipo de salamandra que não se desenvolve completamente durante sua fase de larva, conservando até seus últimos dias brânquias externas, uma característica vista apenas no estágio larval das salamandras. São muito utilizados em laboratórios devido às suas habilidades de regeneração.

Fonte: Yahoo