Passageira processa companhia aérea por masturbação a bordo

Passageira processa companhia aérea por masturbação a bordo

A tripulação foi alertada várias vezes por ela sobre o comportamento do passageiro, mas nada fez.

Monica Amestoy (foto à esquerda), de 18 anos, está processando a United Airlines por não impedir que um outro passageiro se masturbasse a bordo de uma aeronave que voava de Nova York a Los Angeles (EUA).

De acordo com Monica, a tripulação foi alertada várias vezes por ela sobre o comportamento do passageiro, mas nada fez. A californiana alega que foi impedida de mudar de assento, pois não havia nenhum disponível na sua classe.

Assim que desembarcou, Monica reportou o incidente nas alturas a policiais. De acordo com o "Huffington Post", o passageiro admitiu o ato solitário.

A empresa afirmou que "cuidar da segurança e do conforto dos passageiros é prioridade alta" e que estudará o caso.

Fonte: Page Not Fond