Passageira provoca caos em avião ao jogar água quente em aeromoça

O voo teve que retornar para Bangkok, em um pouso de emergência, o que atrasou os outros passageiros por mais de cinco horas.

As fotos abaixo foram tiradas por passageiros em um voo da AirAsia saindo da Tailândia que, completamente chocados, presenciaram o momento em que uma aeromoça foi escaldada com água quente por uma passageira indisciplinada.

A mulher chinesa atacou violentamente a aeromoça com um pote de macarrão instantâneo repleto de água fervente, despejando-a em seu rosto ao descobrir que ela não poderia se sentar ao lado de seu namorado no voo lotado, saindo de Bangkok em direção a Nanjing, China.

Os passageiros usaram seus smartphones para documentarem todo o drama que se desencadeou na frente deles, tirando fotos da aeromoça ferida, cobrindo seu rosto e gritando de dor. Fotos adicionais mostram o chão de um dos corredores sujo da mistura do macarrão, e também mostram as autoridades que entraram no avião logo após o pouso, para retirar a passageira e seu namorado. O voo teve que retornar para Bangkok, em um pouso de emergência, o que atrasou os outros passageiros por mais de cinco horas.

O caos foi instaurado no avião assim que a comissária de bordo foi atacada com água quente – mesmo depois de um membro da tripulação ter movido a mulher para um assento mais próximo ao do namorado que, durante a confusão, se levantou da cadeira com raiva e ameaçou explodir a aeronave, enquanto a aeromoça ferida era atendida por seus colegas de trabalho. O homem responsável pela ameaça mais tarde disse que a atendente foi escaldada “por acidente”.

Responsável pelo tumulto, o casal ganhou atenção na China pelo ocorrido e está sendo chamado de “bárbaro” e “imbecil” pela mídia estatal do país, cujos especialistas confirmam que há risco de tanto o homem quanto a mulher terem seus passaportes confiscados.

Em uma declaração de tom ameaçador, um porta-voz da Administração Nacional de Turismo da China desse que os turistas que interromperem voos ou ferirem outros passageiros estarão “danificando a imagem geral do povo chinês” e que “pagarão com as devidas consequências”.

Um porta-voz do grupo de linhas aéreas da qual a AirAsia faz parte já se manifestou sobre o ocorrido e prometeu “incluir os nomes destes passageiros na lista negra” de todas as companhias do grupo corporativo. Além disso, os dois passageiros foram condenados a pagar 50 mil bahts tailandeses (aproximadamente 4 mil reais) em compensação pela aeromoça ferida. A mulher que jogou o pote de água quente foi multada por 200 bahts adicionais (equivalentes ao preço do macarrão instantâneo jogado no chão).

Esse incidente infeliz ocorreu justamente em um momento importante para os turistas chineses, que estão viajando muito mais, mas que também estão se tornando notórios por conta desse tipo de comportamento, o que preocupa as autoridades do país. Mais de 100 milhões de chineses viajaram ao exterior esse ano, mais do que qualquer grupo de outra nacionalidade.

Fonte: Macaco Velho