Professora de balé inglesa admite ter sequestrado aluno

Jovem nega ter tido relações sexuais com o garoto, com quem supostamente manteve caso.



Uma professora de balé e coreógrafa admitiu na segunda-feira (29) ter sequestrado um menino de 15 anos com quem manteve um suposto relacionamento, no noroeste da Inglaterra. Ela irá a julgamento.

Sarah Pirie, de 27 anos, do condado de Lancashire e que hoje vive em Luxemburgo, confirmou perante a corte de Preston Crown que tirou o jovem da tutela de seus guardiões legais em 22 de maio de 2009, o que configura crime de sequestro, segundo relatos na imprensa britânica.

Não foram dados mais detalhes sobre as circunstâncias do suposto sequestro nem de uma eventual conivência do jovem, mas, de acordo com o jornal "Daily Mail", Pirie teria tido encontros com o garoto apesar de ter sido advertida para se afastar dele.

A Justiça arquivou outras acusações que recaíam sobre Pirie, de ter mantido cinco relações sexuais com o menor durante quatro meses - acusações que ela negava.

A Promotoria afirmou que não havia perspectivas realistas de condená-la por abusos sexuais, por, entre outros fatores, relutância do garoto em prover provas dessas acusações.

Carreira ameaçada

Na época, Pirie trabalhava como professora de balé em uma escola local, e o jovem era um aluno.

Ela chegou a participar de novelas na Grã-Bretanha e coreografar apresentações pelo país. O "Telegraph" explica que o caso aparentemente arruinará a carreira da jovem.

A sentença do caso é esperada para 7 de janeiro. Se condenada por sequestro, Pirie pode ir para a cadeia.

Ela aguardará o julgamento em liberdade, garantida sob fiança e com a condição de que Pirie não se aproxime do jovem envolvido no caso.

Fonte: g1, www.g1.com.br