‘Robin Hood’ da Áustria rouba milhões e diz que queria doá-los aos carentes

A mulher do preso afirmou que o marido morou na África durante um tempo e voltou mudado

Um história impressionante está chamando a atenção na Áustria. Um trabalhador da cidade de Viena roubou 3 milhões de libras (R$ 12 milhões) de uma van de seguros e disse que queria distribuir o dinheiro para pessoas carentes de Nova Guiné Equatorial, na África. O homem, que não teve o nome divulgado pelo governo, está sendo chamado de Robin Hood pelos austríacos. Antes de ser preso, o ladrão já havia dado dinheiro a vizinhos por meio de cartas anônimas.


?Robin Hood? da Áustria rouba milhões e diz que queria doá-los a pessoas carentes

De acordo com a polícia local, o homem convenceu uma mulher a fazer o roubo com ele, com a justificativa de que ia ?espalhar o dinheiro por todo o mundo?.

A mulher do preso afirmou que o marido morou na África durante um tempo e voltou mudado.

- Ele viu as crianças famintas e isso realmente o afetou. Desde então, ele nunca mais foi o mesmo. Sempre estava planejando projetos de caridade, e falava em dividir riqueza por todo o mundo - afirmou a mulher.

O advogado do preso, Werner Tomanek, confirmou que seu cliente tinha doado parte do dinheiro para caridade e pessoas com necessidades.

- Ele queria enviar o dinheiro para a África em um recipiente cheio de itens eletrônicos baratos - disse Tomanek.

A polícia local, porém, não se sensibilizou com o caso de ?Robin Hood? e mandou a dupla para a cadeia. Eles ficarão sob custódia até serem julgados.

Fonte: Extra