Russa paga propina para salvar filho e lembra que nunca teve um

Após transferir dinheiro para os suspeitos, ela lembrou que não tinha filho

Uma mulher pagou o equivalente a R$ 3.400 para livrar seu filho de penalidades de trânsito apesar de não ter nenhum filho, segundo a polícia da Rússia.

O caso ocorreu na região de Kursk, no sul do país, disse uma porta-voz nesta terça-feira (3).

A mulher, de 54 anos, foi acordada de noite por uma ligação de um suposto policial de trânsito, na verdade um golpista.

Ele disse que o filho dela havia sido responsável por um acidente de trânsito de grandes proporções.

O suposto policial disse que o homem estava detido, mas que a situação poderia ser resolvida com uma propina.

A mulher correu para um caixa eletrônico e transferiu um total de 54 mil rublos (quase R$ 3.400) para três diferentes telefones celulares, segundo o relatório.

Só depois de terminada a transferência ela lembrou que não tinha nenhum filho. A polícia não soube esclarecer se ela tinha filhas.

Uma porta-voz da polícia disse que este tipo de golpe é comum no país, mas é raro uma vítima ser enganada tão completamente. O caso está sendo investigado.

Fonte: G1