Show iria reencenar as bombas atômicas da 2ª Guerra Mundial

Show iria reencenar as bombas atômicas da 2ª Guerra Mundial

O evento iria acontecer nos Estados Unidos, mas foi cancelado por protestos

Um show aéreo, bem popular na região sudoeste de Ohio, Estados Unidos, cancelou os planos de reencenar os ataques nucleares Hiroshima e Nagasaki.

A porta voz do evento, Brenda Kerfoot, disse será mantido no evento que acontece nos dias 22-23 de junho no Aeroporto Internacional de Dayton.

Será mantido, também, o show pirotécnico apelidado de "Grande Muralha de Fogo", porém, sem o objetivo de encenar os ataques nucleares que abalaram o Japão em 1945 e resultaram no final da Segunda Guerra Mundial.

O avião B-29 que seria usado para representar o Enola Gay, que carregou as bombas atômicas também permanecerá no show, porém desvinculado do show pirotécnico.

O cancelamento da encenação veio depois de vários protestos contra a glamourização da destruição, incluindo da curadora de arte Gabriela Pickett.

Uma petição on-line foi assinada por 200 pessoas em um dia e meio pedindo o cancelamento da reencenação.

Além disso, grupos de nipo-americanos se sentiram desrespeitados.

Brenda Kerfoot disse que o show teria um papel educativo, mas admite que a forma como seria conduzida não era a melhor.

Para preservar a qualidade geral do evento a reencenação foi cancelada.

Ao todo, as bombas lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki, mais de 210 mil pessoas morreram.

Fonte: r7