Mulheres forçavam homens a fazer sexo para "roubar" sêmen

Mulheres forçavam homens a fazer sexo para "roubar" sêmen

Elas teriam atacado, pelo menos, 17 homens nos últimos dois anos

Três mulheres foram presas no Zimbábue acusadas de forçar homens a fazer sexo com elas para "roubar" o sêmen. Segundo a imprensa local, as irmãs Sophie, de 26 anos, e Netsai Nhokwara, de 24, e Rosemary Chakwizira, de 28, revendiam o sêmen para curandeiros na África do Sul.

O trio foi detido após a polícia encontrar 33 camisinhas com sêmen dentro de um veículo em Lower Gweru no dia 9 de outubro.

Elas teriam atacado, pelo menos, 17 homens nos últimos dois anos. Entre as vítimas estão um soldado e um policial. O militar foi atacado no dia 22 de agosto, e o policial, no dia 14 de setembro.

O soldado contou que foi levado para uma estrada de terra perto de Porta Farm. Uma das jovens teria apontado uma arma e ameaçado atirar se ele se recusasse a ter relações sexuais com elas.

O policial, por sua vez, afirmou que foi forçado a entrar em um veículo. Depois, teria sido obrigado a tomar uma substância desconhecida e a manter relações sexuais com elas. Além das três acusadas, uma outra mulher teria participado do ataque.

Fonte: G1