Musas de SP aparecem com menos roupa que as do Rio

Designer da "menor fantasia" percebeu "certa apelação" no carnaval de SP.

Com pouca ou praticamente nenhuma roupa, as musas dos desfiles das escolas de samba de São Paulo neste ano superaram as do Rio, onde, em geral, o carnaval é sinônimo de ousadia nas fantasias.

De tão pequenos, alguns dos trajes usados pelas beldades no Anhembi podem até estabelecer um novo recorde, o de “menor fantasia do mundo”, usada pela funkeira Suéllen Rocha, a Mulher Pêra, que está sendo avaliado pelo júri do Guinness, o livro dos recordes.

Autor da peça, uma fina corrente de ouro e um pingente em forma de borboleta com cerca de meio centímetro que adornou o corpo pintado da funkeira, o designer de joias Dênis Moraes diz ter percebido “uma certa apelação” no carnaval paulistano este ano.

Segundo ele, a peça usada pela Mulher Pêra no desfile da Águia de Ouro, cujo o enredo falava sobre a Tropicália, representava a liberdade. “Imagina na época da ditadura se uma mulher poderia sair no carnaval com uma fantasia assim?”, questiona o designer, que disse já ter inscrito a peça no Guinness.

Para Moraes, a nudez no carnaval é bem vinda, desde que tenha um sentido. “Ir lá só mostrar o corpo e se expor não acho legal. Tem que ter um sentido, senão a gente vai ser repetitivo.”

A exposição da Mulher Pêra foi até alvo de críticas de outras musas do carnaval paulistano, como a modelo Ana Paula Minerato, destaque da escola Gaviões da Fiel, disse que não pretende entrar numa disputa por menores fantasias.

Também com o corpo pintado, ela desfilou de tapa sexo. Carnavalesco da Vai-Vai, em São Paulo, e da Mocidade e Viradouro, no Rio, Alexandre Louzada também diz ser contra a nudez “gratuita”.

“Quando tem a ver com a proposta do enredo, com o carro alegórico, sou favorável”, explica. Por outro lado, Louzada diz ver com bons olhos a ousadia das musas no carnaval paulistano.

“São Paulo tem que se libertar disso, tem que tirar essa barreira dos paulistanos. Ali na avenida a pessoa está representando um papel”, diz.


Musas de SP aparecem com menos roupa que as do Rio

Musas de SP aparecem com menos roupa que as do Rio

Fonte: g1, www.g1.com.br