Músicos piauienses participam da Feira da Música de Fortaleza

A Feira da Música, que acontece desde 2002, chega a sua nona edição, consolidada como um dos maiores encontros de música e negócios do Brasil.

Integrantes do Fórum Permanente da Música do Piauí participam, de 18 a 21 deste mês, da Feira da Música de Fortaleza, que acontece na capital do Ceará. A ida dos músicos foi viabilizada pelo Projeto Cultura e Negócios Integrados, executado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Piauí.

A participação dos músicos foi definida durante reuniu do Fórum, que aconteceu este mês na sede do Sebrae em Teresina. Na ocasião, foi escolhido um grupo de oito músicos para representar o Fórum na feira. Serão expostos e comercializados CDs e DVDs, além de outros materiais relacionados à música piauiense.

?As feiras são espaços importantes para troca de experiências e divulgação da música do nosso Estado. Vamos ter um estande para expor materiais, participaremos das oficinas e da Rodada de Negócios? afirma o presidente do Fórum Permanente da Música do Piauí, Gilvan Santos.

Ainda segundo Santos a participação na feira será muito importante para os músicos incorporarem novas idéias e planejarem melhor suas atividades. ?A parceria do Fórum da Música com o Sebrae é muito importante nesse processo. Esperamos continuar com esse trabalho conjunto, que é fundamental para a consolidação do Fórum?, acrescenta.

A Feira da Música, que acontece desde 2002, chega a sua nona edição, consolidada como um dos maiores encontros de música e negócios do Brasil. O evento foi criado com o objetivo de agregar e fortalecer os atores da cadeia produtiva da música e propor uma gestão pautada em estratégias nacionais de escoamento da produção.

Em 2010, a organização da Feira da Música sinaliza para novos focos de atuação, com ?um olhar para o Nordeste? e ?outro para a América Latina?.

Na programação da feira consta Rodada de Negócios, momento para negociação entre músicos independentes, produtores musicais e culturais, gravadoras e organizadoras de festivais, colocando frente a frente quem quer comprar e quem quer vender.

Fonte: Sebrae/PI